• Programa de Estágio

Conselho Estadual de Cultura

27/09/2017 14:30

Nota de pesar pela morte do cineasta Guido Araújo

É com grande pesar que o Conselho Estadual de Cultura da Bahia (CEC-BA) recebeu a notícia de falecimento do criador da Jornada de Cinema da Bahia, o documentarista Guido Araújo. O cineasta, professor e ativista cultural faleceu nesta quarta-feira (27) no Hospital Português onde estava internado. A cerimônia fúnebre deve acontecer na manhã desta quinta-feira (28) no Cemitério Jardim da Saudade. 

Guido Araújo nasceu na cidade de Castro Alves e em sua trajetória cinematográfica fez questão de rememorar suas raízes retratando o Recôncavo Baiano em grande parte das suas produções. Alguns documentários dirigidos por Guido Araújo foram: “Maragogipinho” (1969), “Feira da Banana (1972/73), “A morte das velas do Recôncavo” (1976), entre outros.

O presidente do Conselho Estadual de Cultura da Bahia, Emílio Tapioca, lamentou a morte do amigo e rememorou o tempo de convivência com Guido, durante a ditadura militar, quando Araújo era professor da Escola de Biblioteconomia e Comunicação (EBC). 

“Ele trazia esperança e militância em tempos tão duros, numa universidade, naquele momento, tão calada e amedrontada. Guido animava política e culturalmente a EBC com suas aulas, mas principalmente com sua energia e imaginação para jornadas e de eventos”, disse Tapioca. 

Tapioca destacou ainda a importância de Guido Araújo enquanto mestre e doutor que formou toda uma geração cinematográfica ministrando acima de tudo a luta em defesa da democracia e da justiça social. “Sua vida, sua dedicação ao cinema e à luta por um mundo melhor, continuam a nós dar esperança nestes tempos novamente desafiadores”, concluiu.

O Conselho Estadual de Cultura se solidariza com a família, amigos e admiradores de Guido Araújo neste momento de dor.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.