• Curta no Facebook
  • Nosso Instagram
  • Veja no YouTube
  • Feed RSS
  • Programação Pelourinho
  • Fazcultura 2016 abre inscrições
  • TVE











  • Educadora FM
  • TV KIRIMURÊ
  • Agenda Cultural (Funceb)
  • Respeita as Mina

Conselho Estadual de Cultura

28/06/2019 10:20

Em sessão especial Conselho Estadual de Cultura empossa nova gestão

O Conselho Estadual de Cultura da Bahia celebrou na tarde desta quinta (27) a posse de Pan Batista e Juniex Santos, como presidente e vice-presidente do órgão. A sessão ocorreu no Museu de Arte da Bahia e contou com a presença de artistas, autoridades, lideranças, convidados e membros da sociedade.

No período da manhã os conselheiros iniciaram os trabalhos com a sessão plenária, dialogando as propostas que seguem em curso no colegiado. Os conselheiros Emílio Tapioca e Ana Vaneska destacaram suas ações enquanto gestores do CEC, ressaltando a importância do conselho para a política cultural do estado. Além de Ana e Emílio a composição da mesa matutina foi formada também por Márcio Ângelo, Pan Batista e Juniex. Ao final da manhã foi apresentado o relatório parcial de gestão do quadriênio 2015 a 2019, que será revisado pelos conselheiros e disponibilizado para consulta pública.

Já no período da tarde Pan e Juniex foram convocados para a cerimônia de posse da presidência. A sessão vespertina começou com a execução do Hino Nacional Brasileiro, seguido do Hino Oficial do Estado da Bahia - Hino ao 2 de julho, tocados pela Filarmônica 5 de março, da cidade de Muritiba.

Compuseram a mesa da sessão: Lia Robatto ex-presidente do conselho, Márcio Ângelo conselheiro e ex-presidente do CEC, Doutora Lívia Almeida representando a Defensoria Pública do Estado, Pedro Arcanjo diretor do Museu de Arte da Bahia e Cristiane Taquari, chefa do gabinete da Secretaria de Cultura. Após a composição da mesa foi exibido um vídeo com a fala da Secretária Arany Santana, saudando a cerimônia e parabenizando a posse de Pan e Juniex. Por motivo de força maior e cumprimento de agenda no Centro Administrativo, a secretária não pode estar presente na celebração. A programação do dia contou também com o encerramento do mandato de 15 conselheiros e 15 suplentes que tiveram a oportunidade de fala ao se despedir do órgão.

Após a concessão da palavra para cada membro da mesa, Pan Batista foi convocada para o pronunciamento antes da assinatura de posse. Muito emocionada, Pan iniciou a sua fala com um cântico saudando a memória de sua genitora, em seguida saudou a divindade Oxum, orixá feminina do candomblé. A nova presidente reforçou a todo instante em seus discursos a importância de suas origens: "É uma honra muito grande estar aqui. Eu venho da comunidade de Santiago de Iguape, no município de Cachoeira, e trago comigo a força da produção cultural do Recôncavo. Meu objetivo é trazer essa vivência para a direção do conselho, sempre valorizando a diversidade e a riqueza artística de nosso povo e representando as minhas origens". Afirmou Pan.

Em seguida o vice-presidente Juniex Santos pontuou sobre os desafios da cultura, destacando como uma das missões fazer com que o Conselho possa estar mais presente em todos os territórios. Juniex encerrou a fala destacando o orgulho em poder trabalhar ao lado de Pan, parabenizando a presidente pela conquista e por estar gerindo o conselho junto com a primeira mulher negra de origem quilombola eleita presidente do conselho.

Em meio as formalidades da cerimônia, o presidente da Associação Quilombola do Iguape Edson Falcão, fez uma intervenção do centro do auditório, declamando versos em saudação a Pan pela conquista e por representar o quilombo do Iguape. 

Oficializada a posse, Pan agradeceu aos colegas conselheiros pelo incentivo durante a sua trajetória como conselheira e decretou o encerramento da sessão convidando a Quadrilha Junina Girassol do Iguape, da sua comunidade quilombola para apresentação. Após a cerimônia a Filarmônica 5 de março prosseguiu em clima junino tocando clássicos do forró e música popular brasileira.

Na cerimônia estiveram presentes, artistas das cidades de Cachoeira, Muritiba, o cantor e compositor Edu Casanova, o Maestro Orley Silva, Mestra Geisa do Grupo Bahia Ginga de Capoeira, ex-conselheiros de cultura, quilombolas da Comunidade de Santiago do Iguape no recôncavo baiano, o Secretário Municipal de Cultura Vander Noronha e o Diretor Municipal de Cultura e Eujácio Muniz ambos da cidade de Prado. O assessor Ailton Ferreira representando a secretária Fabya Reis da Sepromi, além da presença de dirigentes de unidades vinculadas a SecultBa, como o diretor dos Espaços Culturais Wdleston Souza, a diretora geral da Funceb Renata Dias e o diretor do Centro de Culturas Populares e Identitárias - CCPI, André Reis.

Confira os registros da cerimônia.

Conselho Estadual de Cultura - Órgão colegiado do Sistema Estadual de Cultura, o Conselho Estadual de Cultura da Bahia (CEC) tem entre suas atribuições a missão de apreciar e contribuir com a elaboração e o cumprimento do Plano Estadual de Cultura. Além disso, deve propor e estimular a discussão sobre temas relevantes para a cultura na Bahia, assim como promover a participação da sociedade civil na definição e fiscalização das políticas, programas, projetos e ações culturais.

Vídeo:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.