• Corona Vírus Orientações
  • Curta no Facebook
  • Nosso Instagram
  • Veja no YouTube
  • Feed RSS
  • Programação Pelourinho
  • TVE










  • Educadora FM
  • Agenda Cultural (Funceb)
  • Respeita as Mina
  • Mapeamento dos Conselhos Municipais de Cultura em ATUALIZAÇÃO
  • MROSC

Conselho Estadual de Cultura

31/07/2020 22:00

Divulgada lista preliminar de eleitos para o Conselho Estadual de Cultura

A Comissão das Eleições do Conselho Estadual de Cultura apresenta neste sábado (01.08) os preliminarmente eleitos pelo processo, que após o período de cadastramento e validação de eleitores e candidatos, recebeu votos por meio de plataforma online nos últimos dias 29 e 30. Os resultados foram apurados pela comissão, e das 09h do dia 03/08 às 17h de 07/08 está aberto o período de recursos para aqueles interessados, através do e-mail eleicao.conselho@cultura.ba.gov.br. Confira AQUI a apresentação dos eleitos.

O processo decide a escolha de vinte novos membros (10 titulares e 10 suplentes) para o Conselho Estadual de Cultura da Bahia. O mandato tem a duração de quatro anos. Cada eleitor teve direito a dois votos: um para conselheiro por segmento e outro para conselheiro por território.

A Comissão Eleitoral acompanha todo o processo, além de homologar candidaturas e avaliar recursos, está responsável por apurar, divulgar e assegurar a lisura de todas as etapas e dos resultados da eleição.



Conselho Estadual de Cultura da Bahia - Composto por 60 conselheiros (30 titulares e 30 suplentes), o Conselho Estadual de Cultura do Estado da Bahia (CEC-BA) é um órgão colegiado da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), de caráter normativo e consultivo, ligado diretamente ao Gabinete da Secretaria, que tem por finalidade contribuir para a formulação da política estadual de cultura. Os Conselheiros de Cultura da Bahia são representantes da sociedade civil reconhecidos por suas expressivas contribuições à cultura baiana. A composição do Conselho Estadual de Cultura (CEC) respeita a Lei Orgânica de Cultura, sendo composta por 2/3 de seus membros oriundos da sociedade civil e 1/3 do poder público. Os conselheiros não possuem vínculo empregatício com o Governo do Estado.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.